COMPARTILHAR

E aí lindosas, tudo bem? Espero que sim. Hoje o papo por aqui é lingerie, mas nada sobre o que é tendência, qual modelo mais te valoriza ou coisinhas do tipo (que por sinal amamos). A questão por aqui é: vocês sabem o jeito certo de higienizar suas calcinhas, camisolas, baby dolls e sutiãs? Se não, ou se tem dúvidas, segue lendo e confira. Já adianto que é de suma importância para sua saúde íntima saber como lavar e conservar suas lingeries.

Resultado de imagem para mulher lavando calcinha gif

Existem grandes erros na hora de lavar a lingerie, erros que por sinal a maioria de nós cometemos. Lavar calcinha no banho, tratar as peças íntimas como roupas comuns, usar a lingerie até ela relaxar, rasgar ou ficar bem idosinha, quem nunca né? O problema é que esses erros podem acabar comprometendo a saúde dos nossos seios, vulva, vagina, região perianal e pele do bumbum.

Corrimento, candidíase, foliculite, alergias e infecções graves de pele podem ser sim consequência de uma má ou não higienização das peças íntimas, então, vamos lá aprender como deve ocorrer essa lavagem e conservação, afinal, ninguém quer ter que passar por essas situações hiper desagradáveis, não é?

Como lavar e secar

Lingeries devem sempre serem lavadas separadas das demais roupas e das peças íntimas masculinas. Nada de usar amaciantes, sabão em pó, de barra e alvejantes. O ideal é usar sabão líquido neutro, sabonete íntimo sem cheiro ou shampoo de bebê.

Calcinhas, sutiãs e demais peças íntimas não devem ser lavadas e enxutas no banheiro. Primeiro que quem geralmente tem esse hábito utiliza sabonete para essa higienização, o que não é adequado, isso porque o produto geralmente possui essências, óleos e hidratantes que além de poderem alterar a cor do tecido também podem ocasionar alergias. Outro ponto é que o banheiro é um local úmido ou seja propício para a proliferação de bactérias e fungos inclusive os responsáveis por causar corrimento.

Não é necessário lavar peças íntimas em água quente. Agora, caso esteja ocorrendo corrimento, coceira e/ou alergias é importante passar com ferro quente a calcinha ou no mínimo o fundo dela para dar aquela desinfetada, caso contrário os tratamentos médicos serão perda de tempo e de dindin.

Resultado de imagem para passando calcinha

Agora, quem aí lava o sutiã toda semana? Bom, ainda não é o suficiente, essa peça deve ser lavada depois de dois ou no máximo três usos. É que o sutiã ocupa uma área do corpo onde a transpiração costuma ser intensa, então quanto mais tempo sem lavar maior a chance de proliferação de bactérias. Outra questão é o cheirinho desagradável que vai impregnando na peça que, dependendo, nem sai.

Imagem relacionada

Em dias de calor intenso ou se você praticou exercícios aí não tem jeito, é preciso lavar o sutiã antes de fazer uso dele novamente, isso vale também para topes, parte superior de biquínis, bodys e maiôs, ok? Ah, e por mais lindo que aquele seu sutiã seja, se você faz uso constante dele o certo é descartá-lo com 12 meses de uso.

Resultado de imagem para tops academia

Uma dica boa é secar a peça íntima em local arejado porém sem exposição direta à luz solar, secadeira nem pensar isso porque a chance de desbotar a cor é grande, além de que o tecido pode ficar com aspecto endurecido e ressecado o que acaba deixando o uso bem desconfortável.

Como conservar

Imagem relacionada

Manter as lingeries lindinhas e fazê-las durar seu tempo adequado para  uso vai, além de lavá-las e secá-las corretamente.

Quando lingeries são guardadas em local adequado e dobradas de forma correta elas acabam ficando bonitas por mais tempo com seus aspectos delicados e modelagens preservados.

Calcinhas são mais fáceis de serem dobradas, né meninas? O ideal é que o fundo nunca fique exposto pois pode entrar em contato com poeira.

Se você tem gavetas com divisórias apropriadas para a peça, ótimo; se não você pode comprar divisórias que se encaixam na gaveta ou até mesmo planejá-las, hoje em dia existe até uma espécie de necessaire para peças íntimas. Guardando suas calcinhas assim você as mantém limpinhas e consegue revezar as peças com mais facilidade.

Os sutiãs sem bojo são mais fáceis de armazenar, você pode enrolá-los com cuidado, principalmente se tiverem tecido delicado e até guardá-los nas divisórias junto com as calcinhas, dá até pra manter conjuntos sempre juntinhos.

Os modelos com bojo merecem uma atenção especial isso porque, se guardados de forma inapropriada, podem acabar deformados. O certo é colocá-los em fila sempre encaixando um bojo no outro e nunca dobrando suas estruturas.

Resultado de imagem para guardando sutiã bojo

Hoje existe também um estojinho porta sutiã que eu acho o máximo, muito prático pra manter a organização sempre em dia. Muito legal também pra quem vai viajar e nunca sabe como dispor as peças na mala.

Resultado de imagem para estojo de sutiã

Meninas, espero ter esclarecido as dúvidas de vocês. Ah, só pra lembrar: emprestar roupa íntima jamais, nem roupa de banho, ok?

Beijocas da Bê e até a próxima.

DEIXE UMA RESPOSTA